sexta-feira, 20 de maio de 2011

O ciclo da vida


Quando você era bem pequeno...

Eles gastavam horas lhe ensinando a usar talheres nas refeições...

Ensinando você a se vestir, amarrar os cadarços dos sapatos, fechar os botões da camisa.

Limpando-o quando você sujava suas fraldas, lhe ensinando a lavar o rosto a se banhar a pentear seus cabelos... lhe ensinando valores humanos...

Por isso...

Quando eles ficarem velhos um dia... e seria bom que todos pudessem chegar até aí.
Quando eles começarem a ficar mais esquecidos e demorarem a responder... não se chateie com eles...

Quando eles começarem a esquecer de fechar botões da camisa, de amarrar cadarços de sapato...
Quando eles começarem a se sujar nas refeições...

Quando as mãos deles começarem a tremer enquanto penteiam cabelo...

Por favor, não os apresse... porque você está crescendo aos poucos, e eles envelhecendo...

Basta sua presença... sua paciência... sua generosidade... sua retribuição... para que os corações deles fiquem aquecidos...

Se um dia eles não conseguirem se equilibrar ou caminhar direito...

Segure firme as mãos deles e os acompanhe bem devagar respeitando o ritmo deles durante a caminhada... da mesma forma como eles respeitaram o seu ritmo quando lhe ensinaram a andar...

Fique perto deles... assim como... eles sempre estiveram presentes em sua vida, sofrendo por você... torcendo por você...

E vivendo “por você”.

(Autor desconhecido)


Namastê

A inveja pode matar

Todos nós somos alvos de algo que não podemos ver, mas podemos sentir.

A INVEJA

Sim, ela é traiçoeira, mesquinha e peçonhenta e infelizmente existe em seres de pouca evolução. Às vezes ela só é sentida pelo invejoso, outras a inveja é tão grande que o ser invejoso quer destruir o objeto de sua inveja. É aí que mora o perigo.

O que podemos fazer para combater?

Proteger-se é uma boa pedida, mas acredito que algo muito mais grandioso possa ser feito.

Reze por este ser, é difícil e muito duro, principalmente se você foi prejudicado, mas é algo que podemos fazer por nós mesmo também. Pois de certa forma a cada passo é possível sentirmos menos raiva e com isso deixando de nos intoxicar.

Os sentimentos e pensamentos nos intoxicam e se não nos cuidarmos nós adoecemos, ponto para o invejoso.

A impressão que tenho é que quanto mais rezo, mas assombração aparece. Acredito que isso seja uma resposta para a nossa boa conduta, pois incomoda. Aconselho a perseverar, quem sabe um dia esse ser possa ver a luz e com isso te deixar em paz?

Boas reflexões.

Namastê