sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Estar acordado ou estar consciente?

Nem sempre estar acordado é estar consciente.

Um bom exemplo disso, imagine você em uma sala de aula. Você está lá, acordado, pois seus olhos estão abertos, está respirando, sua fisilogia toda em ordem, mas você está consciente? Ou seja, está prestando atenção na aula de fato, ou está pensando no fim de semana que passou, ou até mesmo no que vai fazer assim que acabar a aula?

Estar consciente é estar presente no AQUI e no AGORA e muitos de nós infelizmente não sabem viver o presente. Se aborrecem com o passado, nem sabem o que significa o presente e preocupam-se demais com o futuro. Digamos que são pessoas que estão em coma, em coma da vida. Forte? Bom, o significado de coma é "Ausência de consciência", onde suas funções continuam normalmente mas sua consciência está nula, parada.

Para estarmos conectados no presente, é necessário certas práticas como a meditação por exemplo, que nos ajuda a centrar e para isso é necessário não pensar em nada, esvaziar para que possamos limpar nossa mente de tanto lixo que adquirimos ao longo de nossos dias. Isso é bem diferente de estar em coma de si mesmo e da vida. Pois, a ausência de consciência é não saber para onde ir e nem saber o que está acontecendo neste exato momento, parar para refletir é algo totalmente diferente.

O poder do aqui e agora e estar consciente é algo a se praticar, o olhar para a sua vida e VIVER é uma ARTE. A arte requer prática, esforço e dedicação, nada mais que simplesmente viver a vida consciente de seus atos e fatos. Parece fácil? Infelizmente é difícil, pois nós seres humanos temos a tendência de complicar e encontrar problema em tudo, ser simples é muito difícil, mas é simples. Digamos que ser simples também é uma ARTE.

Espero que todos que estejam lendo esse texto neste momento estejam conscientes e saiam desse coma induzido por vocês mesmos.

ACORDEM! Mas acordem de verdade ;)

Namastê

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Onde você busca suas soluções?

Já pararam para pensar sobre quem é o causador de seus problemas? E como fazer para resolvê-los?

Você possuem um problema e não conseguem resolvê-lo e na maioria das vezes procuram essa solução lá fora. Esquecem de ver que a resposta está dentro de você. Gostam de jogar suas frustrações nos outros e com isso se enganam cada vez mais, cada vez mais profundo...

Exemplo: solidão, é um problema certo? A melhor forma de resolver esse problema é se conhecer e se gostar antes de tudo. É importante saber a diferença em estar só e ser solitária, pois, são duas coisas totalmente distintas. Enquanto não resolver esse problema, vai ficar pulando de galho em galho, ficando com o primeiro babaca que aparecer e com isso se mutilar de forma desnecessária. Estou sendo muito dura? Então olhe para você e diga o que está vendo. Primeiro seja feliz VOCÊ, depois seja feliz com o outro. É aquela história de dois inteiros que se juntam e de duas metades que se completam. Um não tem que completar ninguém, somos seres únicos e completos que estamos aqui para ser feliz e fazer da felicidade algo comum.

Tudo bem, tem ocasiões que o problema parece não ter saída, mesmo você se auto conhecendo, tentando resolver internamente para depois externar e mesmo assim o problema persiste. Será que o problema é mesmo seu?

Muitas vezes convivemos com o problema lado ao lado, mesmo que o problema não seja seu, você acaba se influenciando. Nessas horas não tem muito jeito, o lance é ter paciência e esperar que essa tormenta acabe e rezar para que não volte, e se voltar que seja diferente. Assim, até você se concientizar que é um problema já sofreu menos.

Mudanças são difíceis, gera sofrimento, gera transformação e amadurecimento. Muitas vezes não queremos amadurecer, por que não podemos viver para sempre nos vinte e poucos anos? Essa fase de transição gera muitos problemas internos, mas são NOSSOS problemas, nós estamos gerando isso e somente nós poderemos mudar algo. Não vá esperar ajuda de ninguém, nem do Espírito Santo, pois ele nada tem a ver com isso. A gente quebrou, a gente conserta e por aí vai.

Assim como os problemas, as mudanças também devem vir de dentro pra fora e nunca de fora pra dentro, senão viramos marionetes da vida, sem controle, sem opinião. Uma ação vazia, oca, sem a sua assinatura.

Quando começarem a entender a chave disso, que a solução está dentro de você e não no outro, terão o controle sobre si mesmo e a sua verdade irá renascer de dentro de você. Tem coisa mais fascinante?

Desejo-lhes uma boa viagem interna e que consigam encontrar suas soluções internamente.

Namastê