terça-feira, 31 de julho de 2012

Se joga!

Faz muito tempo que não passo por aqui... o tempo voa... e quantas pessoas passam por nós. Uns ficam, outros se vão... mas sempre tem uma lição aprendida.

Na maioria das vezes escrevo em terceira pessoa, mas hoje vou mudar e escrever algo pessoal. Quebrar paradigmas sempre é muito bom :D

Independente do que façamos com nossas vidas é sempre muito bom poder sentir-se novo, ser surpreendido, inovar sem saber, entrar em algo sem esperar nada e no final ver que tudo o que se passou de bom e de ruim fez seu sentido no final. Sabe quando você começa a assistir um filme e na metade dele você se apavora porque percebe que não está entendendo nada e no final, tudo fez sentido? Pois é bem assim que me sinto neste momento. Recentemente terminei um curso que foi simplesmente uma terapia em grupo, individual, transcendental... enfim... ANIMAL.

Para isso acontecer, as pessoas presentes se jogaram e se despiram como nunca pensaram em fazer. Foi uma surpresa para todos e inclusive para a querida mestra, pois chegou em um momento da música que todos regiam juntos, separados, uns comandavam, mudavam de direção e tudo seguiu como deveria ter seguido. Até chegar aonde chegou... chegar no final foi muito bom, mas garanto que o percurso, sem sombra de dúvida, foi a melhor parte.

Viver, simplesmente VIVER é às vezes tão difícil, pois a maioria das pessoas preferem ser anestesiadas pelo ego, pelas expectativas, pelo sentimento de vítima... Ficar entorpecido não levará a LUZ, pois fugir só vai te levar para cada vez mais longe e o caminho está aí para ser seguido, uma hora ou outra seus fantasmas vão aparecer, prorrogar o sofrimento é covardia e burrice. Viver é seguir em frente, com um passo de cada vez, sem pressa, sem expectativas, sem culpas, sem nada.

Viemos para este mundo sem nada e nada será o que levaremos dele quando partirmos, mas as lembranças, as amizades, o carinho e o amor das pessoas que passaram e passam por você é o que fará a diferença, é o percurso de sua vida!

Tudo isso para dizer que não importa, nunca importou e nunca importará... se joga!

Boas reflexões...
Namastê.

3 comentários:

Triskle Terapia Natural disse...

M-A-R-A!

Solange disse...

adorei Ritinha !!!! Lindo texto .. bjs

Marina disse...

Eu tento me jogar, mas na maior parte do tempo eu simplesmente morro de medo. Acho que parte da minha caminhada como pessoa é conseguir ser eu mesma e correr riscos, ser autêntioca mesmo que isso signifique decepcionar e eprder algumas pessoas... enfim, estou tentando, sempre. acho que é isso que importa, não? Abraço!