segunda-feira, 22 de março de 2010

Você tem medo de quê?

Medo, uma palavra que realmente mete medo. Mas vamos parar para analisar, do que temos medo? Do que realmente vale a pena de ter medo?

  • Medo de perder o emprego? Depois de um tempo, com determinação outra coisa aparece.
  • Medo de perder o companheiro(a) para outra pessoa? Esse é o pior, nos mostra o tamanho de nossa carência e a falta de amor próprio. É o primeiro passo para começar a perder...
  • Medo de ficar pobre? Está na hora de rever seus valores
  • Medo de se machucar? Por acaso é feito de vidro?
  • Medo da morte? É a única coisa de que temos certeza.
  • Medo de não conseguir? Já tentou?

O medo faz parte de nossa defesa, muitas vezes pode nos salvar de enrascadas, pois você não vai se meter a andar sozinho(a) em plena madrugada, certo? Muitas vezes pode paralisar e você pode perder boas oportunidades.

Ter medo é diferente de sentir medo. O ter pode ser algo permanente para qualquer coisa que possa aparecer, sentir pode ser algo ligado ao momento que está passando e é natural.

Saiba refletir sobre seus medos, nem sempre perder é realmente perder, muitas vezes nas perdas é que ganhamos e muitas vezes nos ganhos é que perdemos. Tudo é relativo, vai depender de seu ponto de vista.

Medo, faz parte de sua vida, mas não faça desse sentimento algo que lhe paralise ao ponto de lhe prejudicar.

Siga em frente, faça a sua parte, o resto vem.

Namastê

3 comentários:

Albuq disse...

Bem, conheço bem o que é ter medo de perto. Lido com um problema de medo, medo de falar em público. É muito engraçado porque escolhi uma profissão que me obriga a falar em público, mas, qdo vou começar, mil coisas passam na minha cabeça, a mão fica gelada, a mente pára, não consigo nada a não ser falar antes que tenha um troço kkkk
REalmente, o medo é algo que impede de crescer, e é bom não deixar que ele tome tantas proporções, porque assim fica complicado de parar!
Adorei o texto!
bjs

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Olha, eu sou uma pessoa bem pouco medrosa. Mas, na verdade, descobri que tenho muito medo de coisas como barata, rato, andar de avião, saltar de pára-quedas, fazer exame de aikido (hahahahaha) e coisas assim.

Agora uma coisa eu tenho bem clara: não tenho medo de perder emprego, nem de perder dinheiro, nem de perder o parceiro, nem de eu terminar um relacionamento ruim, nem de dar mais umas chances e menos ainda medo de mudar de ideia e retroceder, se isso for necessário para seguir em frente!!

Definitivamente não tenho esses medos. O que não quer dizer que eu não sofra por causa dessas coisas. Mas aí já é ooooutro tema para post, né?

beijão

Beth Blue disse...

nem sempre perder é realmente perder, muitas vezes nas perdas é que ganhamos e muitas vezes nos ganhos é que perdemos.

Sábias palavras...eu também procuro pensar assim, principalmente quando acontece algo ruim na minha vida.

Medo todo mundo tem, o importante é não se deixar paralisar por ele. Li um livro ótimo sobre o assunto: Feel the Fear and Do it Anyway, da Susan Jeffers.