sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Você é o pilar de sua família?

Se você se sente como o pilar de sua família, se é a primeira pessoa a quem seus familiares recorrem quanto têm problemas, se é você que consegue resolver os problemas dos outros e menos os seus... então esse texto é para você.

Já parou para pensar quantos problemas nós temos?

Conseguimos resolvê-los?

Na maioria das vezes não, pois muitas vezes os problemas não são nossos, mas a gente encara e toma pra gente, daí... guenta chumbo, pois o fardo vai ficando cada vez mais pesado.

Mas como dizer "não" para um ente querido? Principalmente se for seu pai, sua mãe ou irmãos (caso os tenha).

As repostas são simples, mas o simples nem sempre é fácil. Dizer "não" nem sempre é a decisão mais sensata a ser tomada, entretanto, dizer "sim" mas sem se envolver emocionalmente talvez seja a melhor decisão. Como fazer isso?

Na verdade não existem receitas, o importante a saber é separar dentro de você o que lhe pertence e o que não lhe pertence, é ajudar sem se envolver, é ajudar sem se mutilar ou machucar-se. Cada um vai encontrar a melhor forma, pois, diria que cada um e cada família tem a sua dinâmica de viver e acontecer. Tendo em mente que isso faz mal a você, já é um ótimo começo, um passo enorme para a sua paz interior.

Normalmente a família descarrega naquele que é mais forte, naquele que "guenta" as pauladas, naquele que consegue ver com mais clareza as situações da vida. Por isso, se você se encontrou nesse texto, seja firme, forte e principalmente "mente aberta", para manter a sua racionalidade e não permitir que as emoções ultrapassem os limites de sua mente e corpo.

Boas reflexões.

Namastê

Nenhum comentário: