segunda-feira, 13 de julho de 2009

Nada foi como o planejado, será?

Ano novo vida nova... e uma listinha de metas e objetivos. Quem nunca fez uma listinha dessa?

Pois bem, lendo um post de um blog que eu adoro de minhas amigas, levantou-me uma questão bem interessante. Que tipo de lista eu devo fazer?

Eu também passei por isso, fiz uma... não, fiz várias listas de metas e planejamentos. Principalmente profissionais e sabem o que aconteceu? Alguma coisa com o planejado, mas a maioria só ficou no papel.

Uma coisa eu te garanto que você vai ter... FRUSTRAÇÃO, por não ter conseguido alcançar as tão sonhadas metas. Você irá se sentir como um lixo e as perguntas do tipo rondarão sua mente: - Por que não fui mais forte? - Por que não consegui cumprir essas metas? - Por que não guardei mais dinheiro? - Por que comprei aquele sapato que nem uso tanto e gastei horrores? Por que? Por que?

Você precisa disso?

Sinceramente não. Digo mais, planejar é bom, mas faça planejamentos a curto prazo. Do tipo: como será meu dia? O que preciso fazer hoje? O que farei durante a semana?

Não confunda sonhos com planejamentos, pois muitas vezes não está a nosso alcance. Na maioria das vezes essas metas são sonhos e os sonhos não tem prazo de validade. Eles podem acontecer como não, tudo vai depender do caminho que você vai escolher. Isso não está na listinha :)

Uma coisa eu faço no término do ano, eu escrevo uma carta agradecendo pelo ano que passou. Exemplo, estamos em 2009 certo? Em dezembro de 2008 eu escrevi uma carta agradecendo por 2009, por tudo o que eu gostaria que acontecesse, mas isso não é metas, é para você saber até onde está aguçado a sua perspectiva de vida. Te falo uma coisa, é muito bacana, pois quanto menos você desejar é mais fácil de acertar no fim do ano :) Menos é mais! Tudo bem, na primeira vez que eu fiz isso em 2006 para 2007 foi uma frustração total, mas a gente vai encontrando o jeito de fazer, sem gerar frustrações, ansiedade e tristeza. Essas metas é para te impulsionar e não te mostrar que você foi incompetente por não ter conseguido. Se você não fez tudo o que estava na lista, alguma outra coisa você fez, analise isso e veja o que conseguiu.

Tem um filme dos anos 90 chamado "Threesome" é um filme bacana, mas a última frase é matadadora, fala mais ou menos assim: "que o percurso é muito mais interessante que o objetivo final". Muitas vezes estamos tão focados no fim (ou seja no futuro) que esquecemos de ver o percurso (o presente) e é aí que está a arte de viver.

Se você tem a sua listinha, reveja e analise se você não está se cobrando demais. A vida não cobra, quem cobra é você mesmo.

Boas reflexões

Namastê

Um comentário:

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Opa! Uma resposta ao meu post! rsrs
Que saudade de vc!!!
beijoca