segunda-feira, 4 de maio de 2009

Tem tudo aquele que se contenta com o que tem


Batendo em contrapartida com o texto anterior, sobre abrir mão das coisas, tem o outro lado. Aquele que se contenta com o que tem. É a velha história de não ter expectativas, de não exigir demais de você e dos outros, de se contentar com o que tem.

Trabalhar a satisfação é algo muito difícil, pois nunca estamos satisfeitos. Por que isso acontece? Por que somos assim tão exigentes? Por que?

Já repararam que quanto mais você ganha, mais você gasta. Faça o seguinte exercício: procure imaginar que ganha metade do que ganha hoje e veja se seria possível viver com isso. Quer saber a resposta? Você consegue. Uma vez vi no Globo Reporter uma mulher que criou os filhos com um salário mínimo, ela se virava com aquela quantia e fazia o dinheiro render! Precisamos aprender com ela! É um ciclo vicioso, quanto mais ganha, mais gasta, mais trabalha e mais se aproveita menos a vida, ou seja, faz sentido? Somos insanos e insatisfeitos. Se você conquista o sapato, a bolsa, último celular... após comprar... já está insatisfeito.

Essa insatisfação é interna, de nada vai adiantar comprar e comprar, pois o vazio continuará lá, é um saco sem fundo.

Aquele que se contenta com o que tem, tem tudo o que precisa e o que vem é lucro! É a felicidade pura, é a pura simplicidade!

Vamos viver mais simples, vamos exigir menos de nós mesmos e dos outros, vamos simplesmente VIVER!

Boas reflexões!

Namastê

Nenhum comentário: