quinta-feira, 23 de abril de 2009

A matemática dos relacionamentos


Vocês já ouviram falar na matemática dos relacionamentos?

1+1 = 
1 = patológico
2 = patológico
3 = ideal

O "1" é patólogico, pois é quando um dos dois se anula completamente para que essa união continue;

O "2" é patológico, pois é quando o casal não faz nada longe um do outro, tipo, não se desgrudam, fazem tudo junto, a vida dos dois é uma só, e é só isso e ponto final.

O "3" é o ideal, calma não quer dizer que é o(a) amante. Quer dizer que é a vida de um + a vida do outro e juntos formam a outra vida, a vida do casal. O "3" é o canal, é a independência de cada um, mas que dividem uma vida em comum, sem abrir a mão de sua individualidade, gostos e valores.

É muito bom interagir, viver e ser feliz. Ter o seu livre arbítrio de ir e vir e simplesmente ser você. É não abrir a mão de sua identidade de seu ser, de sua vida. Pois, se um dia esse relacionamento acabar, cada um vai seguir o seu caminho, sem traumas, sem perdas desastrosas, sem ressentimentos.

Amor não é posse e posse não é amor. Essa história de "meu marido", "minha namorada" no sentido exagerado é perigoso e patológico. Que tal ser: o fulano, mas que fulano? Aquele que namora-me. ;)

Namastê

Nenhum comentário: