quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Perdas & Ganhos

Muitos de vocês já ouviram falar em Lya Luft e sobre o seu livro "Perdas & Ganhos", faz muito tempo que li o livro e sei que o conteúdo dele está dentro de mim. Entretanto este título dá para virar mil interpretações e se encaixar em mil possibilidades.

Perdas & ganhos também diz sobre escolhas, pois a cada escolha uma renúncia. Isso é tão sincero e certo como 2+2=4. Mesmo que a vida da gente nem sempre seja uma conta matemática tão exata.

Cada escolha uma renúncia, ou mil renúncias... por isso é tão difícil escolher, porque sabemos que no fundo estamos perdendo algo, mesmo sabendo que algo ganharemos. Mas a vontade de querer tudo é tão grande que esquecemos de olhar para o que conquistamos e só olhamos para o que perdemos.

Nem sempre quando perdemos foi uma escolha nossa, às vezes simplesmente perdemos, por falta de cuidar daquilo que tínhamos. Sem querer a gente escolheu, mesmo que intencionalmente, mesmo que sem querer.

Vamos tomar como exemplo um casal: quando queremos algo e nosso companheiro não o quer, já começamos o processo da perda. Uma hora teremos que optar em querer seguir em frente ou renunciar para ficar com o relacionamento. Complicado não? Em contrapartida, a gente sempre ganha. É começar a mudar a visão das coisas, onde o mais importante é reconhecer o que ganhou e não o que deixou de ganhar. Optou em ficar com o relacionamento? Ficou com um companheiro. Seguiu em frente? Ficou só, mas conseguiu o que queria.

Outro exemplo muito clássico: Ser ou não ser mãe. Todos dizem que ter um filho muda a vida, é claro que muda em todos os sentidos, no bom e no ruim. Cabe a você decidir o que quer ganhar e o que quer perder, porque isso vai acontecer.

Assim como temos as trocas das estações, as folhas caem, as árvores perdem suas folhas para depois renascer lindas flores renovadas. Lindas, diferentes e renovadas flores em nossos jardins.

Estou assisitindo a minissérie da Globo "Maysa - quando fala o coração" e o que me vem tocando é a trajetória desta mulher que foi um ícone da transformação, da transgressão, da mutilação... entretanto soube como ninguém "perder e ganhar" para viver intensamente cada momento de sua vida. A música "Meu mundo caiu" é um estímulo para nós viventes deste mundo que perde que ganha, que cai e que principalmente se LEVANTA!

Boas reflexões, com a alma apertada e o coração grande.

Um comentário:

Beta! disse...

Booom Diiiaa! Mais uma maravilhosa dica de livro!

Brigadinha!
beijos