segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Para quê tanta pressa?

Começo o texto de hoje com uma parte de um livro, que comecei a ler: "Sobre o tatame de treino, descobre-se toda e qualquer tentativa de embuste ou burla; as imperfeições se manifestam; a pressa é impossível. Ao mesmo tempo, intensificam-se os prazeres da prática."

Como a maioria sabe, pratico AIKIDO, uma arte marcial japonesa que mudou a minha vida e tem mudado sempre o meu interior. Achei esse texto interessantíssimo, pois serve para a nossa vida também. Estamos tão preocupados, estressados, apressados, fazendo tudo ao mesmo tempo sem ter tempo para digerir, daí pergunto: Para quê tanta pressa?

O mundo de hoje anda tão apressado que muitos esquecem até mesmo de respirar. Tudo bem que respirar essa poluição não é nada agradável, mas pensem... ou estão tão apressados que não tem tempo pra isso?

A vida do ser humano de hoje é assim, pressa, pressa, pressa... onde tudo fica mais fútil, sem consistência, sem conhecimento de causa, sem raiz, sem MAESTRIA. A Maestria é o fim do mistério, mas como sempre estamos apressados, passamos batidos por tudo e ficamos no nosso mundo de dúvidas e mistérios. Tá bom assim, vou levando, vai nas "coxa" mesmo. É por isso que a qualidade das coisas pioraram, porque da mesma forma que vocês são assim, as outras pessoas também são. Afinal, estamos no mundo globalizado, onde a quantidade é mais importante que a qualidade. Ninguém tem saco para ouvir e entender o outro, estão sempre com pressa.

Alías pra quê tanta pressa? Para onde vamos mesmo?

Finalizo o texto com outro texto deste mesmo livro: "O pensamento imediatista pode prevalecer no momento, mas a jornada do mestre tem raízes profundas."

Este ano é o ano da MAESTRIA, boas reflexões ;)

2 comentários:

Bê, Beta... disse...

Olá...

acompanho seu blog há algum tempo...e fiquei curiosa com esse livro...qual o autor?

Brigadinha

Rita H. Abematsu disse...

Olá Beta,

O livro chama-se "Maestria - As chaves do sucesso e da realização pessoal" o autor é George Leonard; Editora Cultrix.

Obrigada pelas leituras ;)

Abraços