quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

No olho do furacão

Não sei de onde veio esta informação, sinceramente, não sei se foi pela TV, algum artigo que li, ou se eu sonhei isso, mas a informação que me veio foi de que o lugar mais seguro para se estar é no "olho do furacão".

Vocês já se encontraram em alguma loucura, tentando resolver algo e porque cargas d´agua não conseguem resolver?

Você pode estar no furacão, pois, sente-se como se estivesse rodando, rodando, rodando... e por mais simples que seja resolver esse "problema" você não o resolve e o pior acontece: acaba gerando mais angústia, desespero e muitas preocupações.

Já tentaram ficar no olho do furacão? Pois é, é o centro de tudo, é onde você fica parada esperando a tempestade acabar, é onde você vê tudo ocorrer a sua volta sem se "envolver" e com isso ficará muito mais tranquila sem ficar rodando de um lado para o outro.

Quando se sentirem assim, no meio de um turbilhão de coisas, busque o seu centro com tranquilidade, espere a tempestade acabar, baixar a poeira e quando tudo terminar recolha o que sobrou e recomece. Tentar brigar com o furacão é perda de tempo e de energia, vai acabar se machucando, não vamos ir contra a natureza e sim a favor dela, permitir essa fluidez, permitir esperar, permitir recomeçar.
Encontrei esse texto no "Wikipedia Brasil" sobre o olho do furacão: "Um ciclone tropical intenso irá acolher uma área de ar no centro de sua circulação. Se esta área for suficientemente forte, poderá evoluir para um olho. As condições meteorológicas no olho são normalmente calmas e livres de nuvens, embora o mar poderá estar extremamente violento."
Boas reflexões!

Nenhum comentário: