sexta-feira, 7 de novembro de 2008

O toque

Ao nascer um bebê qual a primeira coisa que vem a sua cabeça?

Ai, que gostosinho que vontade de morder! Daí a gente vê aquele pé que parece um pãozinho, dedinhos gordinhos, bochecha... Eu tinha uma professora no pré que mordia minha bocheca, ai que meda, eu chorava, porque doía muito, uma canibal eu diria, mas eu a adorava hehe.

Voltando ao assunto, então, a gente não fica com vontade de carregar, de mexer, de tocar, de acariciar... TOCAR e muito esse ser novo que inicia a sua jornada. Pois bem, qual foi a última vez que você tocou em seus avós?

É incrível como muitas pessoas se afastam de seus entes mais antigos. Só por que a pele não é mais tão macia? É enrugadinha? É diferente? Manchada?

Eles voltam a ser crianças, sentem falta do afeto, do carinho, do beijo, do abraço. Mas é aquele carinho que a gente dá de coração, com aquela vontade de pegar nossos velhinhos e enchê-los de beijos, assim como a gente faz quando vê um bebê.

O toque é algo formidável, e as pessoas, não somente os mais idosos, carecem desse carinho. Um passar de mão em seu rosto, é tudo o que você precisa pra começar ou terminar bem o seu dia. Outro dia recebi um carinho de uma criança de dois anos, ai que delícia. Viu como é bom ganhar carinho de alguém mais novo. Imaginem como nossos avós e pais ficariam se fizéssemos mais carinho neles. As pessoas não precisariam de tanto remédio para se curar. Pois esse tipo de dor, é afetivo, ainda não inventaram tal remédio, e nem precisa. É de graça e faz bem para ambos, é uma troca boa de energia que dois seres fazem um no outro.

Isso serve para os casais, às vezes o beijo de bom dia e de tchau já virou tão automático que passa desapercebido, é claro que se faltar, é algo estranho no ar, mas entenda, não é pra ser automático, é pra ser sincero, com vontade e com alegria no coração.

Nossa pele é um órgão, assim como nosso estômago, fígado, coração... Não é somente uma carapaça que nos protege, ela respira, transpira, sofre... Não é a toa que vem aquela expressão: "Hum, deve estar amando, tá com a pele tão boa..." A pele reflete nosso estado de espírito e mental. Tudo fica à flor da pele.

Vamos cuidar de nossa pele! Protegendo contra os raios solares, mas também cuidando de sua saúde espiritual, recebendo e dando muito carinho. Pois, carinho gera carinho, não é uma via de uma mão só. Aproveite esta semana que é sobre a Campanha do combate ao câncer de pele.

Namastê

2 comentários:

Marcos disse...

O toque faz muito bem mesmo, e é natural. Porém, a educação de muitas pessoas (eu, inclusive) faz com que tenhamos certos "bloqueios" em relação ao toque e acabamos nos tornando um bocado "frios" e formais.

Rita H. Abematsu disse...

Olá Marcos, um passo de cada vez. Tendo isso na consciência já é um grande passo!
Tem hora que é necessário ser formal, entretanto, para as pessoas que amamos não é preciso ter esse limite ;)